A Torre Eiffel no meio do Atlântico

Quarta-feira 9 de Agosto – Navegação do Victor 6000 durante o seu primeiro mergulho no sítio Lucky Strike. (copyright Ifremer / Campanha Momareto 2006 / Daniel Desbruyères)

 

Pilotage du Victor 6000 lors de sa première plongée

 

4h da manhã: Fazem-se as últimas verificações ao Victor 6000. O objectivo deste mergulho é cartografar, com grande precisão, o campo hidrotermal Lucky Strike, numa área de cerca de 1 km2.

As fotos de alta definição serão associadas aos 38 perfis batimétricos previstos, o que nos permitirá determinar, com maior detalhe, as características do fundo e da fauna.
O módulo de medições em rota do robot tele-operado promete-nos imagens com uma resolução de 25 cm. Nada mau, para uma profundidade de 1700 m!

9h : Grande satisfação ! Caímos em cheio sobre o nosso alvo de mergulho, o edifício hidrotermal Torre Eiffel. Vamos iniciar as nossas 48 horas de mergulho!

Beneficiamos de um breve momento de calma para contactar os nossos colegas que estão a bordo do L'Atalante, o navio primo do Pourquoi pas ?, que navega a menos de duas milhas de nós. A campanha Graviluck acolhe a bordo geofísicos e físicos que têm por objectivo o estudo da deformação da crosta oceânica na zona Momar.

 

Portfolio

Aqui o Pourquoi pas ?, chama o L'Atalante ! Pierre-Marie Sarradin, chefe da primeira parte da missão Momareto
A campanha Graviluck decorre actualmente a bordo do L'Atalante Marc, o segundo-electricista de bordo, lança uma sonda hidrométrica. Este instrumento permitirá traçar o perfil de temperatura da coluna de água e calcular a velocidade de propagação do som na água.