Nas entranhas do Pourquoi pas ?

Terça-feira, 15 de Agosto – Matthieu verifica os dois motores diesel (Copyright Ifremer / Campanha Momareto 2006 / Daniel Desbruyères)

 

Dans les entrailles du Pourquoi pas ?

 

Ontem, os mecânicos de bordo deixaram-nos entrar no seu universo. Situada ao nível das duas pontes inferiores do Pourquoi pas ?, a "sala das máquinas" é composta por um intrincado labirinto.

Os propulsores da roda de proa, as árvores da hélice e os motores ocupam, apenas eles, metade da superfície do navio.

O fundo desta embarcação não é apenas dedicado à propulsão, sendo, de facto, o centro nevrálgico do navio. A produção de água doce, o tratamento das águas usadas, a climatização, a oficina de peças, o circuito de luta contra incêndios, a transformação de corrente eléctrica, os guinchos para grande profundidade, de facto os pisos inferiores borbulham de actividade. As linhas simples, os feixes de cabos e a harmonia das peças em movimento dão às entranhas do barco uma beleza surrealista.

Neste labirinto "húmido e barulhento" trabalha animadamente uma equipa incrível ! Três oficiais mecânicos, um mestre de máquinas, um técnico mecânico e outro de limpeza, dois electricistas e… um "homem dos sete ofícios". É preciso muita gente para entreter a besta urrante do Pourquoi pas ? !

 

Portfolio "Especial sala das máquinas"