O mistério do peixe desaparecido…

Segunda-feira, 21 de Agosto - Camada de óxidos de ferro sobre uma estrutura hidrotermal (onde está o caranguejo?) (Copyright Ifremer / Campanha Momareto 2006)

 

Camaïeu d'oxydes de fer sur une structure hydrothermale

 

Segundo mergulho do Victor no Rainbow. Esta noite, o objectivo principal é recolher organismos: camarões e peixes como ontem, mas também mexilhões. É um grande desafio porque os mexilhões brincam às escondidas conosco desde que chegamos a esta zona !

O mergulho tem início sobre uma estrutura de aparência inactiva. Após alguns minutos de exploração minuciosa, é localizado um conjunto de mexilhões em forma de "bouquet" escondido sobre uma fina camada de óxidos de ferro. A presença deste composto químico em quantidades apreciáveis no sítio Rainbow confere-lhe as suas cores mágicas: tonalidades ocres, alaranjadas e amareladas, contrastadas por um negro carvão.

O Victor recolhe alguns mexilhões, que terão por fim o estudo do enigma da sua baixa abundância nesta zona. O Rainbow distingue-se das outras zonas visitadas (Lucky Strike e Menez Gwen) pelas suas enormes concentrações em ferro e a sua riqueza em partículas. Este ambiente dificilmente poderia ser o ideal para este bivalve filtrador ?

No final do mergulho, um peixe em forma de enguia da espécie Pachycara saldanhai aparece. O Paulo fica animadíssimo ! Este investigador português, da Universidade do Algarve, estuda a estrutura molecular dos ossos dos peixes abissais. O aspirador da fauna do Victor captura com sucesso o peixe. Infelizmente, à alvorada, no retorno, o peixe capturado desapareceu dos potes de colheita…

 

Portfolio

Armadilha para camarões. Pedaços de lulas e de peixes servem de isco... Fumarola negra activa.
O Rainbow caracteriza-se pelas suas elevadas concentrações em ferro. Este peixe é activamente procurado por toda a tripulação...