Segonzacia escalpelizada!

Sexta-feira, 25 de Agosto -  De frente para um caranguejo Segonzacia (Copyright Ifremer / Campanha Momareto 2006 / Patrick Briand)

 

 

Devido à afluência de e-mails interrogando-se acerca da saúde do submersível, os chefes de missão têm a incumbência de tranquiliza-los: O Victor já recuperou a sua forma! O décimo quarto mergulho desenrolou-se bem, com a recolha de várias espécies para "saciar" as diversas experiências de biologia a bordo.

No início do mergulho, uma visão mágica. Curiosa, uma quimera passeia-se graciosamente em frente das câmaras. O Victor passa uma grande parte deste mergulho a colocar correntes… Mais uma corrente/marcador e as experiências de ecologia passarão a ter um nível muito superior de dados.

Os organismos transportados para bordo são reunidos nos laboratórios pela madrugada. Os caranguejos da espécie Segonzacia mesatlantica são partilhados entre as diferentes equipas de investigação. Na câmara fria, Frank, Jean- Baptiste e Matthieu (estação biológica de Roscoff) dissecam-nos para extrair o seu sangue azul. Esta particularidade deve-se à presença de cobre no sangue. Pelo contrário, o ferro contido na hemoglobina do sangue humano confere-lhe a sua cor vermelha.

Este sangue servirá para estudos de fisiologia respiratória, com o fim de avaliar a sua capacidade de transportar o oxigénio com eficácia. Uma propriedade indispensável neste meio onde o oxigénio pode faltar. Ao seu lado, Eric (UPMC) recolhe amostras de músculo para determinar a dimensão do genoma. As funções ligadas a cada gene poderão assim ser determinadas: evolução, desintoxicação, reprodução... Em terra, a Ana Colaço (IMAR/DOP) procurará determinar o regime alimentar desta espécie.

 

Portfolio

Uma quimera veio fazer-nos uma visita no início do mergulho... Franck regula minuciosamente as suas três câmaras pressurizadas
4h da manhã. Concentrado, Eric recupera músculo de Segonzacia mesatlantica O Victor espera apenas uma coisa: reencontrar o fundo do oceano para um passeio nocturno!